É uma prática cada vez mais presente entre empresas ou nos empresários que também não são excepção. No entanto, ainda há muitas dúvidas sobre o que é, quais são seus benefícios e quando devem ou não devem ser adotados. Ao contrário de outros países, em Portugal não há leis que regulamentem esta prática. Por isso, estas relações ficam submetidas à Lei Geral do Trabalho, que permite este tipo de contrato com empresas ou diretamente com profissionais.

A principal vantagem do outsourcing é que ela permite o acesso aos serviços de um especialista por um determinado período de tempo, sem a necessidade de fazer um contrato permanente. Isso dá às empresas a possibilidade de manter seus custos sob controle, ter maior flexibilidade e acesso aos melhores talentos do mercado. Por outro lado, não é conveniente terceirizar os serviços de uma pessoa que realmente trabalha todos os dias na empresa, ou que até tem uma posição importante. No esforço para reduzir as despesas de contribuições do empregador e outras contribuições. Para decidir se o outsourcing é a melhor opção para o seu negócio, é necessário saber quais são suas principais vantagens e desvantagens.

Vantagens

  • É possível aumentar a eficácia e a produtividade de determinados processos da empresa, sem aumentar os custos de mão-de-obra.
  • A empresa pode responder mais rapidamente aos seus pedidos do mercado ou às mudanças mais recentes em questões fiscais.
  • Dar acesso às mais recentes tecnologias ou ferramentas de inovação sem a necessidade do tempo de aprendizagem dos seus funcionários para que eles saibam como usá-los ou contratar novos funcionários.
  • Permite que os melhores talentos da empresa se concentrem em tarefas estratégicas .
  • Dá a possibilidade de ter o conhecimento e experiência dos melhores especialistas em determinada área, o que seria impossível contratar como funcionários devido às limitações no orçamento da empresa.

Desvantagens

  • O controle absoluto sobre todos os processos é perdido.
  • Um terceiro recebe acesso a informações importantes da empresa (por exemplo, dados de receita e lucro ou informações sobre patentes).
  • A empresa pode perder sua capacidade de inovação e acesso a novas tecnologias nessas áreas por um consultor externo.
  • Por não fazer parte da planta permanente, a pessoa que presta o serviço de terceirização pode se sentir menos comprometida em alcançar os melhores resultados.

Será que para o seu negócio, esse tipo de esquema funciona?